Estudantes fazem estágios curriculares na Clínica Universitária de Psicologia da Católica

Integrado no Mestrado em Psicologia, todos os anos há estudantes que fazem o seu estágio curricular na Clínica Universitária de Psicologia (CUP) da Faculdade de Educação e Psicologia da Católica no Porto. Alexandra Carneiro, coordenadora da CUP, explica: “a CUP tem quatro objetivos principais: fazer o atendimento à comunidade através da prestação de consultas de psicologia; oferecer supervisão clínica a psicólogos da comunidade e supervisão a Casas de Acolhimento; apoiar a realização de projetos de investigação; e apoiar a formação de alunos da FEP-UCP.”  Neste sentido, este ano foram duas as estudantes que realizaram os seus estágios curriculares.

Face à pandemia que se vive no país e no mundo, os estágios que decorreram entre setembro do ano anterior e maio deste ano, tiveram um desafio acrescido. Após uma rápida adaptação dos serviços da CUP, do modelo presencial para à distância, Alexandra Carneiro esclarece que “durante os estágios as nossas estudantes desenvolveram atividades e materiais muito úteis para as novas formas de atendimento!” Apesar de, numa fase inicial, este ter sido um desafio, a coordenadora da CUP faz um balanço positivo: “esta mudança contribuiu para que fossem desenvolvidas competências quanto à atuação do psicólogo neste novo formato, abrindo assim novos horizontes!”

As duas estudantes que realizaram os seus estágios curriculares na CUP, Beatriz Silva e Evanilse Diogo, explicam que o estágio “proporcionou o nosso desenvolvimento tanto a nível pessoal como profissional, tendo sido possível o contato com o contexto real de trabalho de um psicólogo clínico e da saúde nas suas diversas, porém interligadas, formas de atuação - avaliação e intervenção psicológica, investigação - o que se constituiu como uma experiência muito enriquecedora.”

Face ao cancelamento das atividades presenciais, em consequência da pandemia COVID-19, “a situação que num primeiro momento, nos suscitou preocupação sobre o ‘rumo’ que o estágio teria, a CUP mostrou-se um contexto de múltiplas possibilidades, tendo sido possível continuar o estágio, mesmo que, com atividades e desafios diferentes, demostrando a importância de sermos resilientes e abertfos à mudança, tendo sempre como foco a atualização e formação constante do psicólogo clínico e da saúde.” As duas estudantes recordam “o estágio na CUP foi uma experiência que não trocávamos por outra!”f

Julho 2020