Pós-Graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos

PrintPrint

A Pós-Graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos é a primeira formação interdisciplinar oferecida em Portugal no âmbito da teoria e da prática dos direitos humanos. Esta pós-graduação é uma iniciativa conjunta da Faculdade de Direito, da Faculdade de Educação e Psicologia e da Área Transversal de Economia Social da Universidade Católica Portuguesa. Assim, reúne contributos das áreas do Direito, da Educação, da Economia Social e da Psicologia no que concerne à proteção e promoção dos direitos humanos, nos panoramas nacional e internacional. Através desta interdisciplinaridade, torna-se possível abarcar, para cada uma das grandes temáticas abordadas (dignidade; vulnerabilidade; solidariedade; diversidade), a sua compreensão teórica, mas também a sua aplicabilidade prática na área dos direitos humanos, procurando aliar o ‘saber ser’ ao ‘saber fazer’. Neste sentido, será proporcionado aos alunos o contacto com profissionais do terreno, a aquisição de conteúdos que lhes permitirão o domínio de princípios e ferramentas de conceção e gestão de projetos, e apoio tutorial para que possam desenhar e desenvolver os seus próprios projetos.

 

Objetivos

Aproveitando as sinergias entre Direito, Educação, Psicologia e Economia Social, esta formação pós-graduada almeja proporcionar uma visão integrada e interdisciplinar dos direitos humanos, tendo em consideração os contributos do Direito (o que são direitos humanos? o que significa a dignidade da pessoa humana, alicerce dos direitos humanos? quais os mecanismos jurídicos de proteção dos direitos humanos?), da Educação (como educar para os direitos humanos? Como promover uma ética e cultura de respeito pela diversidade?), da Psicologia (como intervir em situações de crise e emergência? como intervir em situações de vulnerabilidade e exclusão? como promover a resolução não violenta de conflitos e a reconciliação?), e da Economia Social (qual o papel das organizações da economia social na promoção dos direitos humanos? como conceber e desenvolver projetos? que metodologias e ferramentas adotar para a organização e gestão de projetos?).

Apreendendo a matriz dos direitos humanos e os seus quatro principais vetores - dignidade, diversidade, vulnerabilidade e solidariedade - espera-se que o estudante adquira conhecimentos sobre o "ser" e o "dever ser" dos direitos humanos, tanto num contexto nacional, como nas perspetivas europeia e internacional. Pretende-se, assim, uma formação rigorosa e não estanque na fascinante temática dos direitos humanos.

O contributo de cada uma das áreas do saber - o Direito, a Educação, a Psicologia e a Economia Social - é crucial para a aquisição de conhecimentos sólidos e dialogantes, não encurralados num domínio académico específico, mas abertos ao enriquecimento mútuo. A aposta na interdisciplinaridade, devidamente articulada, é um inegável fator diferenciador desta formação pós-graduada e certamente contribuirá para a qualidade e para a probidade da "prática" dos direitos humanos.

 

Modelo pedagógico

De forma a apreender a matriz dos direitos humanos, a pós-graduação está organizada segundo os seus principais vetores - dignidade, vulnerabilidade, solidariedade e diversidade – que correspondem aos primeiros quatro módulos que constituem o plano curricular (Módulo 1: Direitos Humanos e Dignidade; Módulo 2: Direitos Humanos e Vulnerabilidade; Módulo 3: Direitos Humanos e Solidariedade; Módulo 4: Direitos Humanos e Diversidade). Já o quinto e último módulo - Conceção e Gestão de Projetos de Direitos Humanos -, visa a transposição para a prática dos conhecimentos adquiridos, através de um trabalho de projeto, a realizar ao longo do curso.

A abordagem interdisciplinar é transversal a todo o plano curricular, com cada um dos quatro módulos a reunir contributos do Direito, da Educação, da Psicologia e da Economia Social. As aulas serão lecionadas por académicos e especialistas, mas também por profissionais de organizações governamentais e não-governamentais parceiras da presente Pós-Graduação, garantindo uma aprendizagem suportada na e pela ação em contexto real.

Modelo de avaliação e creditação

A avaliação compreende a realização de quatro ensaios individuais e de um trabalho de projeto final.
A classificação final da pós-graduação será constituída pelos seguintes elementos:

  • média das classificações específicas das quatro primeiras unidades curriculares ponderada pelas respetivas unidades de crédito (ECTS);
  • classificação do trabalho da quinta unidade curricular.

As ponderações da média das classificações específicas das unidades curriculares e do trabalho final serão respetivamente de 60% e de 40%.
O curso confere 20 ECTS, sendo atribuído um certificado de pós-graduação a quem tiver aproveitamento (igual ou superior a 10 valores) nos cinco módulos que compõem o plano curricular. A realização do curso completo sem avaliação confere um certificado de Formação Avançada

Grau de Ensino: 
Pós Graduação
Regime: 
Pós-Laboral
ECTS: 
20
Campus: 
Campus Foz
Destinatários: 

Os candidatos devem ser detentores de uma graduação de nível superior.

Horários: 

O curso funciona às sextas das 18:00 às 22:00 horas e aos sábados das 9:00 às 13:00. Compreende um total de 150 horas letivas e decorre entre o dia 12 de outubro de 2018 e o dia 13 de abril de 2019.

Coordenação: 

Coordenação científica

Contactos: 

Estudos Avançados e Formação

Engª Cristina Crava | Inês Almeida

@ | ccrava@porto.ucp.pt | ialmeida@porto.ucp.pt

t | 226196200 ext. 202