Le Fresnoy @ Porto | 26-30 novembro

04.12.2018 16:20

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

04.12.2018 16:20 Le Fresnoy @ Porto | 26-30 novembro Link: http://www.fep.porto.ucp.pt/pt/node?page=8&msite=9

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

Le Fresnoy @ Porto | 26-30 novembro

De 26 a 30 de novembro seis artistas-estudantes da Le Fresnoy estiveram na Escola das Artes, onde apresentaram os seus trabalhos juntamente com os alunos da Escola das Artes. Esta iniciativa conjunta das duas escolas teve como objetivo promover o intercâmbio de impressões e fomentar uma colaboração artística e pedagógica entre os alunos das duas instituições.
 
No dia 27 de novembro, François Bonenfant, diretor pedagógico que acompanhou o grupo da Le Fresnoy, inaugurou a sessão pública apresentando a escola, a sua missão e estratégia. O modelo de ensino da Le Fresnoy é composto por seminários, conferências e, sobretudo, pelo acompanhamento por artistas convidados de dois projetos individuais, um por cada um dos dois anos do curso. Seguiu-se a projeção de cinco filmes desenvolvidos durante o primeiro ano pelos alunos que participaram nesta visita.
 
Em três dias consecutivos, os alunos da Escola das Artes e os da escola francesa apresentaram os seus projetos em desenvolvimento e percursos artísticos, que seriam discutidos e comentados de seguida.
 
No dia 30 de novembro, dois ex-alunos da Le Fresnoy estiveram presentes para mostrar o que fizeram durante o curso, mas também o seu percurso mais recente. Jorge Jácome mostrou Fiesta Forever e um trabalho em desenvolvimento e Ana Vaz mostrou A Idade da Pedra e Occidente.
 
Este foi um primeiro passo de uma relação de colaboração entre as duas instituições.
 

Talk > Mariusz Kozak • Why do we move to music?

07.12.2018 10:30

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

07.12.2018 10:30 Talk > Mariusz Kozak • Why do we move to music? Link: http://www.fep.porto.ucp.pt/pt/node?page=8&msite=9

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

 

 

 
 
Talk > Mariusz Kozak 
Porque nos movemos com a música? (E porque “musicamos” o movimento?)
Why do we move to music? (Why do we music to move?)
 
07 dez | 10h30 - 11h30
Sala EA-118
 
Em todo o mundo, a música é acompanhada por movimento. O movimento humano é obviamente necessário para produzir sons, mas os ouvintes também se envolvem em actividades corporais em resposta a esses sons, seja na forma de dança ou de gestos mais subtis, como bater os pés. No entanto, a questão de o porquê desta condição — uma questão tão simples a ponto de parecer ingénua — permanece em grande parte sem resposta. Nesta palestra vou oferecer uma possível explicação baseada numa perspectiva extraída da cognição incorporada, e também considerar o seu inverso: talvez não seja tanto que nos movamos com a música, mas que participamos em actividades musicais a fim de estruturar nossos movimentos na música de um modo particular.
 
The world over, music is accompanied by movement. Human movement is obviously necessary to produce sounds, but listeners also engage in bodily activity in response to those sounds, whether in the form of dance or more subtle gestures, like tapping their feet. However, the question of why this would be the case––a question so simple as to seem naïve––largely remains unanswered. In this talk I will offer one possible explanation based on a perspective drawn from embodied cognition, and also consider its reverse: perhaps it is not so much that we move to music, but that we participate in musical activities in order to structure our movements in a particular way.
 
Mariusz Kozak é professor em música na Universidade de Columbia, NY. A sua investigação centra-se em questões de interpretação e significado na música/arte contemporânea, o desenvolvimento e as bases cognitivas da experiência musical, e a fenomenologia das interacções corporais no comportamento musical. No seu trabalho, ele cruza abordagens experimentais da cognição incorporada com a fenomenologia e análise musical, em particular usando tecnologia de captura de movimento (mocap) para estudar os movimentos de artistas e ouvintes. As suas publicações aparecem em revistas especializadas como o Music Theory Spectrum e Music Theory Online, entre outras. Actualmente, trabalha numa monografia, intitulada Enacting Musical Time, que examina como a compreensão e a experiência dos ouvintes do tempo musical são moldadas por acções e gestos corporais.
 
Fez um pós-doutoramento na Jacobs School of Music da Universidade de Indiana. E como violinista, apresentou-se com a Filarmónica de Rochester, a Orquestra Sinfónica do Novo México, a Ópera de Santa Fé e a Sinfónica de Santa Fé. Depois de um período com uma banda country de Chicago, ele continua a tocar nos seus tempos livres.
 
Mariusz Kozak in Assistant Professor of Music at Columbia University. His research focuses on the emergence of musical meaning in contemporary art music, the development and cognitive bases of musical experience, and the phenomenology of bodily interactions in musical behavior. In his work, he bridges experimental approaches from embodied cognition with phenomenology and music analysis, in particular using motion-capture technology to study the movements of performers and listeners. His articles have appeared in Music Theory Spectrum and Music Theory Online, among others. He is currently working on a monograph, titled Enacting Musical Time, which examines how listeners' understanding and experience of musical time are shaped by bodily actions and gestures.
Prior to coming to Columbia University he was a postdoctoral scholar at the Indiana University Jacobs School of Music.
 
As a violinist, Kozak has performed with the Rochester Philharmonic, the New Mexico Symphony Orchestra, the Santa Fe Opera, and the Santa Fe Symphony. After a stint with a Chicago-based country band, he continues to fiddle around in his spare time.

Aula Aberta > c/ Mariana Caló, Francisco Queimadela e Nuno Faria

05.12.2018 18:00

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

05.12.2018 18:00 Aula Aberta > c/ Mariana Caló, Francisco Queimadela e Nuno Faria Link: http://www.fep.porto.ucp.pt/pt/node?page=8&msite=9

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

 

AULA ABERTA
c/ Mariana Caló, Francisco Queimadela e Nuno Faria
> conversa em torno da exposição Sombra Luminosa 
 
5 dez - 18 h
Escola das Artes - Auditório Ilídio Pinho
 
No âmbito da exposição Sombra Luminosa, que estará patente na Escola das Artes até dia 14 de Dezembro, o curador Nuno Faria conversará com Mariana Caló e Francisco Queimadela sobre o trabalho desenvolvido pelos artistas durante a sua residência em Guimarães. Deste período resultou o filme que empresta o nome à exposição: Sombra Luminosa é um ensaio visual e sonoro concebido a partir das colecções, exposições, programas públicos e edições do Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG). Os autores guiam-nos, com graça e gravidade, através do labirinto da História, pela voz de José Gil, perscrutando, pela montagem, os misteriosos caminhos e inflexões da nave-museu em que se institui o Centro.
 
No final da sessão terá lugar a exibição do filme:
 
Sombra Luminosa
2018, PRT, 22’09’’
Documentário, Experimental, Ficção
 
Realização/ Fotografia / Edição / Produção 
Mariana Caló e Francisco Queimadela
 
Composição sonora 
Pedro André
 
Som
Pedro André
Mariana Caló e Francisco Queimadela
 
Mistura/ Masterização 
Pedro Augusto 
Jonathan Saldanha
 
Apoio
Centro Internacional das Artes José de Guimarães
 
Distribuição/ Vendas
Portugal Film - Portuguese Film Agency
 
_ _ _ 

Agradecimentos: CIAJG / A Oficina, CIPRL

CALL FOR PAPERS • 3rd International Conference on Green Conservation of Cultural Heritage

10.10.2019 09:00 — 12.10.2019 19:00

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

10.10.2019 09:00 12.10.2019 19:00 CALL FOR PAPERS • 3rd International Conference on Green Conservation of Cultural Heritage Link: http://www.fep.porto.ucp.pt/pt/node?page=8&msite=9

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

 

 
 
CALL FOR PAPERS / CHAMADA DE TRABALHOS > até 15 fev.
 
 
10,11 e 12 de outubro de 2019
3rd International Conference on Green Conservation of Cultural Heritage
10,11 & 12 october 2019
 
Esta será a 3ª Conferência Internacional que se realizará pela primeira vez fora de Itália, sendo que em 2015 se realizou um Workshop Internacional em Roma  e a 2ª Conferência ocorreu em 2017 em Palermo na Sicília .
Durante o ano de 2018 será criada a secção portuguesa da YOCOCU em Portugal na qual participam estudantes de Mestrado (Indústrias Criativas e Conservação e Restauro) e Doutoramento da Escola das Artes da UCP (Estudos de Património e Conservação e Restauro).
 
WEBSITEAQUI
 
A “Conservação Verde” constitui o primeiro fórum internacional de discussão e pesquisa interdisciplinar direcionado para soluções mais ecológicas e sustentáveis na conservação da herança cultural (Roma em 2014, 120 participantes oriundos de 15 países; Palermo em 2017 com 156 participantes  de 24 países).
A toxicidade dos solventes, as misturas de químicos e de biocidas podem ser muito perigosas para os conservadores-restauradores que com elas lidam diretamente, frequentemente em ambientes pouco ventilado. Portanto, aplicações biotecnológicas, os nano-materiais são uma solução alternativa para uma prática de conservação mais sustentável. Além disso, o descarte de resíduos químicos pode representar uma ameaça tanto para o ambiente como para os operadores e mesmo para todos aqueles não diretamente envolvidos com estes procedimentos. 
A conservação sustentável do património cultural está intrinsecamente ligada tanto à vertente ambiental como à vertente socioeconómica do território e ao desenvolvimento do turismo.
A conferência visa promover uma análise consciente dos aspetos ecológicos, económicos e sociais da prática da conservação. Serão apresentados casos de estudo internacionais que evidenciem uma visão interessante sobre novas tecnologias, metodologias e produtos incentivando a troca de conhecimento. 
Serão ainda debatidos princípios sustentáveis para a implementação de práticas de conservação mais confiáveis e conscientes em sessões específicas no sentido de se favorecer um intercâmbio multidisciplinar de ideias e conhecimento sobre intervenção em bens culturais a diversas escalas.
Serão desenvolvidas novas diretrizes com vista a desenvolver práticas sustentáveis de conservação do património cultural bem como a consolidar a consciencialização para os seguintes tópicos:
Biotecnologia e produtos biológicos;
Nanomateriais para uma conservação amiga do ambiente
Viabilidade de novos produtos e de metodologias inovadoras
Aplicação de soluções verdes na conservação do património: casos de sucesso e de insucesso.
Conservação sustentável
 
 
Âmbito e objetivos da organização YOCOCU: 
 
A atuação no campo do património cultural engloba atividades especializadas de estudo, inventário, conservação, restauro, gestão entre outras que resultam da combinação da investigação aplicada, da prática profissional e da experiência e conhecimento acumulados, já que a herança cultural constitui um recurso finito e insubstituível.
A YOCOCU nascida em 2008 visa promover um trabalho colaborativo entre a geração dos investigadores e profissionais seniores e mais jovens no sentido de promover
Novas formas de conservação e valorização da herança cultural;
Fornecer às gerações mais jovens ferramentas e a oportunidade para contribuírem para o desenvolvimento deste setor.
Criar novas abordagens metodológicas e científicas que tenham maior impacto social junto das comunidades detentoras do património cultural.
Fortalecer a divulgação do conhecimento e da investigação sobre Património Cultural e sua conservação em rede.
Visa-se sobretudo a criação de novas formas de conhecimento e de novas oportunidades num ambiente multidisciplinar que congrega investigadores, profissionais, estudantes e transversalmente diversos parceiros sociais
A YOCOCU organiza uma conferência anual, que nos anos pares é dedicada a temas relacionados com o património Cultural e nos anos ímpares à Conservação Verde.
 
WEBSITE > AQUI
 
 
 

Pages