Católica arranca com experiências-piloto da metodologia Aprendizagem-Serviço

O projeto CApS – Universidade Católica e Aprendizagem-Serviço: Inovação e Responsabilidade Social – que arrancou em 2020, dá agora mais um passo importante com a aplicação, já este semestre, da metodologia Aprendizagem-Serviço (ApS), envolvendo 13 unidades curriculares (UC) e uma atividade extracurricular nos 4 campi da Universidade Católica Portuguesa: Braga, Lisboa, Porto e Viseu. São 11 as experiências-piloto Aprendizagem-Serviço, uma metodologia de ensino inovadora que visa formar cidadãos comprometidos.

A ApS é uma metodologia educativa que promove nos estudantes uma compreensão mais abrangente e aprofundada dos temas curriculares, a par de um maior sentido de responsabilidade cívica. As experiências unem aprendizagens a um serviço na comunidade e estão normalmente inseridas em Unidades Curriculares. Os estudantes desenvolvem os seus conhecimentos e as suas competências quer através da vivência e intervenção numa atividade de serviço que responde a necessidades previamente identificadas com a comunidade, quer através de um processo contínuo de reflexão guiada.

No final de janeiro, os docentes envolvidos nestas primeiras experiências-piloto estiveram em formação com Pilar Aramburuzabala, da Universidade Autónoma de Madrid, consultora externa do projeto e com uma vasta experiência na metodologia ApS e na sua institucionalização em instituições de ensino superior (IES).

No final do semestre, vai ser possível conhecer o impacto e a eficácia das experiências não só nos estudantes, mas também nos docentes, parceiros da comunidade e beneficiários finais, ajudando a melhorar as ações futuras. Os resultados serão divulgados nacional e internacionalmente. Ao longo do projeto a Universidade Católica Portuguesa ampliará as competências e conhecimentos na metodologia permitindo fortalecer a ApS noutras instituições de ensino superior em Portugal.

O Projeto CApS – Universidade Católica e Aprendizagem-Serviço: Inovação e Responsabilidade Social - com duração de 3 anos, liderado pela Faculdade de Educação e Psicologia em parceria com a UDIP – Unidade para o Desenvolvimento Integral da Pessoa, da UCP no Porto, tem como objetivo consolidar e validar esta metodologia de ensino em áreas curriculares específicas e transversais dentro da UCP e criar linhas orientadoras para outras IES que queiram seguir os mesmos passos. É o primeiro projeto nacional que envolve os quatro campi da universidade (Sede-Lisboa, Braga, Porto e Viseu), potenciando a coesão interna e o foco comum num ensino diferenciador ao contribuir para a formação de alunos comprometidos com o futuro e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), sensíveis aos problemas dos mais vulneráveis e capazes de liderar mudanças.

Fevereiro 2021

10-02-2021